Arquivo da tag: reflexão

Quais são os seus sonhos?


Sabe, certa vez aqui no blog eu fiz uma lista de 100 coisas que eu queria fazer na minha vida. Hoje resolvi dar uma lida nela! Percebi que cerca de uns 30 itens dela eu realmente já fiz… E olha que isso não tem nem 2 anos! Mas também percebi o quão fútil, superficial, era aquela lista. Quantas coisas ali eram tão simples, eram objetivos legais, coisas que eu ainda quero poder fazer, mas que não são coisas que vão me fazer chegar a lugar nenhum e eu nem vou correr atrás delas com afinco de verdade e sabe o por que? Porque nenhuma delas é realmente meu sonho!

O que é um sonho? Não é algo que você realmente espera realizar? Nem que seja algo muito difícil, quase impossível, que geralmente as pessoas te dizem que você nunca chegará lá, que é algo bobo… Mas é seu, seu sonho, seu objetivo. É algo pelo que você se esforçaria, certo? Bom, então quais são os seus sonhos?

Não dá pra fingir, quando falo desse assunto, que sempre que trato dele eu não lembre do fato de que sou cristão e que, como tal, tem uma coisa que pesa muito em tudo o que sonho pra mim que são os sonhos de DEUS pra mim. É algo meio clichê… Nem mesmo na Bíblia existe esse termo (existe o termo planos, mas não sonhos), mas é algo que é muito falado dentro das igrejas, por pastores e etc.

O que se diz é que seus sonhos tem que estar alinhados com os sonhos de DEUS e eles se realizarão. Há uma passagem bíblica que diz “agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração“. Sempre entendi essa passagem assim: faça o que o Senhor quer que você faça, agrade-O, ele fará aquilo que o seu coração deseja. Mas uma vez que você O está agradando, aquilo que seu coração irá querer é justamente o que O agradará. No fim, todos ganham. Parece simples. Mas não é. E o que isso tem a ver com seus sonhos?

Eu penso que cada um de nós tem diversos sonhos. Você pode desejar sucesso, riquezas, fama. Ou pode apenas querer sossego, paz, conforto. Pode sonhar com uma família, ou pode querer conhecer o mundo. No fim, todos querem a mesma coisa: satisfazer os desejos do seu próprio coração.

Mas quando você deixa seu egoísmo de lado para fazer aquilo que DEUS quer que você faça, aquilo que agrada ao coração Dele, os seus desejos mudam. Seus sonhos mudam. Seus objetivos passam a ser outros. Seus sonhos se tornam coisas que agradam a DEUS e isso, com toda certeza, Ele irá ter prazer em fazer por você.

“Mas cara, porque você está escrevendo essas coisas aqui? Você nunca foi de falar de DEUS no blog…” É, eu sei que você pode estar pensando isso. Nunca escondi de ninguém que sou cristão e sempre me refiro à esse fato aqui no [estereo]tipo, mas nunca escrevi diretamente sobre isso. Mas sabe, era uma das coisas que estava naquela listaque citei no começo do texto: falar de DEUS e da minha fé sem medo. Sem vergonha. E acho que passou da hora de fazer isso.

Aquela lista com 100 coisas não contém os meus sonhos. Eles não estão lá! Sabe onde eles estão? No coração de DEUS, esperando que eu comece a fazer aquilo que agrada ao Senhor, esperando que eu me alegre em DEUS, que eu me agrade Dele para que Ele possa, então, satisfazer os desejos do meu coração.

Eu tenho minhas vontades. Meus obetivos, meus pseudo-sonhos que hoje não são mais do que desejos egoístas. Mas quem disse que esses são os melhores sonhos pra mim? Quem disse que os seus sonhos de hoje vão realmete ser importantes daqui há alguns anos? E se você começar a se preocupar a entender os sonhos de DEUS e perceber que você pode ter outros sonhos pra você bem melhores? Então, meu caro, sonhe. Mas sonhe coisas que valem a pena alcaçar e que estejam, antes, no coração de DEUS.

Bons sonhos!

A hora é essa!


É hora de refazer as contas. Rever tudo o que foi feito, dito e pensado. É hora de uma retrospectiva interna. É hora de me analisar minuciosamente. Não! Não estou escrevendo cedo demais para o Reveillon e nem estou atrasado para o meu aniversário. Estou apenas num momento em que me sinto preparado para pensar melhor sobre algumas coisas e decidir várias outras.

Um novo semestre se iniciou e a vida volta ao normal. Depois de alguns bons dias distante dessa “realidade”, é hora de acordar e encarar de frente o novo desafio. No último semestre o desafio foi a adaptação. Adaptar-me a uma nova cidade, nem tão nova assim. Adaptar-me a uma nova rotina, não tão rotineira. Adaptar-me a novos acontecimentos à minha volta, esses sim novos de verdade. Mas essa fase passou. Teve lá suas dificuldades, mas passou. É hora do novo desafio.

Ainda não sei ao certo o que virá, nem como será. Nem mesmo sei que tipo de desafio enfrentarei de agora para frente. Mas uma boa reflexão vai muito bem. É nesse momento que vemos quais foram os passos certos e os errados durante certa trajetória. E surge a oportunidade de acertar os passos para a próxima caminhada. Mas algo novo e inesperado sempre acontece.

Alguns dos caminhos que virão eu já sei e já tenho me preparado para eles. Deixando um pouco as metáforas de lado, sei que a faculdade proporcionará alguns desafios. Sei que a oportunidade de um emprego que tem surgido aos poucos poderá também trazer novas dificuldades. Já há algum tempo tenho me preparado para esses dois caminhos, mas quando eles chegarem – se chegarem – e juntos, nenhuma preparação terá sido suficiente.

Outros desafios virão. Sem dúvida. Tenho certeza de que me sentirei inseguro em algumas ocasiões. Nada será como foi de outras vezes. A única coisa que terei em comum é o fato de estar sozinho, sem família por perto, sem os amigos de outros tempos ali, ao lado. E até mesmo o meio de manter contato continua distante. Mas o apoio que recebi nesse período distante me fez mais forte. Talvez capaz de superar todos os desafios. Não falo por forças minhas. Eu sei que as minhas forças não vem de mim mesmo. Mas de alguém que olha por mim bem perto. Muito perto mesmo.

Uma nova fase se inicia. Novas tarefas, novas circunstâncias, novos horizontes. O desconhecido está próximo e é preciso olhar para ele. É hora de encarar os desafios e seguir em frente.