Camiseta Brasil Copa 2014 FIFA

VAI TER COPA!

Torcer para a seleção não tem nada a ver com patriotismo. Eu amo sim meu país. E também sou inconformado com toda a injustiça e má administração pública que há nele. Já escrevi sobre isso outras dezenas de vezes e continuo com minha opinião de que as coisas precisam mudar. Mas o futebol nada tem a ver com isso. Os problemas políticos são políticos. É claro que a Copa do Mundo não pode mascarar isso. Mas lutar contra ela também não te faz ser mais patriota. E também não faz com que as coisas melhorem.

É fácil fazer barulho agora. Assim como foi fácil fazer barulho ano passado durante a Copa das Confederações. Depois tudo passou e muito pouco mudou de fato. Agitar, se levantar contra um evento esportivo, cobrar de atletas aquilo que não compete a eles e fazer de uma manifestação pública um ato de vandalismo, são o tipo de coisa que faz muito menos de você um patriota do que ir à um jogo da Copa do Mundo. Sou a favor de protestos sim. Sou a favor das manifestações também. Mas acredito que elas tenham hora e lugar e, além de tudo, objetivo. Quebrar e incendiar as coisas, principalmente as de quem luta para construir isso com muito esforço e nada tem a ver com a corrupção na política, não resolve nada. E esbravejar contra a seleção, também não.

Eu torço pela seleção porque minhas primeiras memórias da minha infância passam pela Copa de 94. De estar sentado com meus pais e meus irmãos na frente da TV, todos de verde e amarelo, torcendo, vibrando… Passei ótimos momentos assim com meu pai, antes de sair de casa, falando sobre futebol, vendo os jogos da seleção e do Cruzeiro. E mesmo agora, quando vou visitar minha família, ainda temos esses momentos. É um tempo de conversa despretensiosa, de estar juntos, de torcer, brigar, de curtir o estar em família. Foi assim em 94, 98, 2002 e 2006. Em 2010, pela primeira vez, estava fora de casa durante a Copa e, confesso, não foi a mesma coisa. Não tem a mesma graça ver longe da família e dos amigos. Mas esse clima em época de Copas, as festas, as ruas enfeitadas, tudo isso me trás à memória lembranças muito boas.

vai-ter-copa

Esse ano novamente estarei lá em boa parte dos jogos, ao lado da família, relembrando tudo isso, tudo o que remete à minha infância. E torcendo mais uma vez pela seleção. Não por que não sou patriota e não me importo com os problemas do meu país. Nem por que acho que tá tudo bem do jeito que está. Mas porque pra mim Copa do Mundo é isso, é estar com pessoas com quem eu me importo e festejar juntos uma vitória, uma conquista. Mas também é algo que não vai resolver os problemas do país. O importante aqui é lembrar que depois do jogo os problemas continuam e que a situação ainda sim vai precisar de mudanças. O que não dá pra deixar acontecer é ver a seleção ser campeã em campo e depois votar como se tudo estivesse bem. É isso o que realmente precisa ser evitado.

A diferença pra mudar o rumo do país a gente tem que fazer depois, nas urnas. E enquanto isso continuo meu patriotismo todos os dias, me importando com os problemas do país e tentando, do meu modo, fazer a diferença com meu trabalho, com meu voto e com minhas atitudes no dia-a-dia. E torcendo pela seleção, porque, sim, vai ter Copa. E eu faço questão disso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s