Curitiba?

Em 2002 eu tive a oportunidade de conhecer Curitiba. E foi paixão à primeira vista!  Eu era um adolescente, ainda estava no 2º ano do Ensino Médio e nem sabia ao certo que faculdade eu queria fazer. A verdade é que disse para mim mesmo que um dia iria morar naquela cidade. E olha que fiquei por lá menos de 1 dia. Mas eu sabia que aquela linda cidade, repleta de cartões postais exuberantes, era o lugar em que eu queria viver.

Ópera de Arame, Jardim Botânico, Santa Felicidade, Museu Oscar Niemyer, Estrada Graciosa e tantos outros motivos fazem da capital paranaense um dos principais destinos do Sul do país para tantos turistas brasileiros e estrangeiros. Mas Curitiba é muito mais do que isso. Além de ser uma das mais belas paisagens, o clima da cidade também é motivo de atração turística para a cidade, sem contar a própria cultura paranaense, descendente da cultura européia, que traz um charme todo especial à cidade, principalmente em épocas de eventos como o Festival de Teatro de Curitiba, em março, e o Natal, tão tradicionalmente comemorado no Palácio Avenida.

Ópera de Arame
Jardim Botânico

Em minha ida, tive o prazer de conhecer esses dois lugares ilustrados nas fotos acima. mas na época minha câmera era analógica e escanear essas fotos me dá uma tremenda preguiça. Também passei pela UNILIVRE (Universidade Livre do Meio Ambiente), uma ONG com projetos de preservação e educação ambiental localizada numa antiga pedreira.

“E porque falar disso tudo agora?”, pode perguntar você. A resposta é, porém, assunto um pouco mais complicado. Pra isso, você precisam saber um pouco mais sobre minha vida particular (algo que não sou muito fã de falar aqui no blog, mas decidi abrir uma exceção dessa vez).

Quando terminei meu 3º ano, em 2003, prestei o vestibular para o curso de Design com ênfase em WebDesign na UNIFENAS (uma faculdade particular de Alfenas com campus em Divinópolis). Passei, levei trote e tudo mais. Mas a faculdade não conseguiu fechar a turma e acabei ficando sem muita opção, já que o único outro lugar que oferecia o curso de Design era a UEMG (Universidade Estadual de Minas Gerais), e em Belo Horizonte. Era o curso que eu queria fazer, mas eu não achava que teria condições jamais de passar nesse vestibular, tão concorrido quanto o de uma federal. Acabei mudando meu foco para a área de Comunicação, assim como vários de meus amigos da época que tinham o gosto parecido com o meu. Demorei alguns anos para me resolver, passei em alguns vestibulares até, mas em 2007 comecei o curso de Comunicação Social com ênfase em Jornalismo. Motivo, aliás, deste blog ter ido ao ar e ter em suas veias uma vertente crítica/crônica, oriunda desse meu curto período jornalístico. Foram 20 meses de curso até que eu percebesse que não estava na coisa certa.

Cheguei a tentar Publicidade uns anos antes e voltei a tentar em 2009. Passei na PUC em BH, tentei a bolsa de 100% do ProUni, mas não deu muito certo. Acabei mudando meu foco e, tentando voltar para a área de WebDesign, decidi tentar o curso de Sistemas para Internet. Mais um vestibular, mais uma aprovação, mais uma faculdade. Mais uma frustração. O curso não era bem o que eu esperava. Muita programação, muito técnico, muito chato. Aprendi bastante sim, é verdade, nos 6 meses em que sobrevivi, mas não era o que eu queria de fato. Nesse período veio o ENEM e uma possibilidade de projetar algo diferente.

Há poucos dias postei por aqui minha redação escrita na prova de 2009. Recebi bons comentários, mas não esperava que ela me renderia uma nota tão boa. 900 pontos! Sim, 90% do total de pontos da redação do ENEM. Fiquei muito surpreso não só com ela, mas com minhas notas de forma geral (e fiz um comentário sobre isso no meu Twitter: http://twitpic.com/105epk). Minha nota em matemática, então, me surpreendeu bastante. Pra alguém que nem sequer estudou e fez o ENEM por fazer, esse 762,7 pontos foram algo quase mágico. O bom é que eu acredito em DEUS e em coisas que não ocorrem por acaso.

ENEM 2009: prova difícil, notas baixas, muita gente desesperada

Com a minha nota pude concorrer às vagas oferecidas pelo Brasil afora em algumas universidades federais que aderiram o ENEM como vestibular. Não foram muitos, mas algumas das mais importantes do país estavam nessa. Inclusive A UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná, antigo CEFET-PR), em Curitiba. Depois de dar uma boa pesquisada descobri que por lá havia um certo curso muito interessante: Design! Tentei ele mesmo… O resultado? Bom, esse tipo de situação é meio comum na minha vida. Passei… Consegui a tal vaga na Federal!

Ou seja, todo esse post foi meio que pra dizer que, finalmente, estou indo pra Curitiba! Claro, se todas as coisas derem certinho e caminharem bem,  se DEUS quiser tô lá em março! Aí eu faço um outro post sobre minhas aventuras no Sul do país!

Abraços!

Mais informações sobre Curitiba você consegue no excelentíssimo site Férias Brasil (no link: http://www.feriasbrasil.com.br/pr/curitiba/).

2 opiniões sobre “Curitiba?”

  1. Mas, eihn? Oo
    Esse menino não para quieto no Brasil! Haha!
    Devia vir pro nordeste! =p

    Quero saber dos detalhes não compartilhados aqui, viu? ^^
    Besos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s