My Playlist: recomendações do mês de abril de 2009

Pois é galera… Fim de mês é hora de conferir o que rolou pela minha playlist durante o mês de abril!! Esse mês rolou muita coisa boa e vários álbuns novos lançados recentemente. Também tem o som de uma banda nova, o Revive, que fiz questão de colocar nas recomendações. Confira!

Decyfer Down – Crash (2009)
Quando soube que o Decyfer Down iria lançar seu novo álbum com um novo vocalista fiquei bastante preocupado. Estava ansioso pra ouvir o que os caras tinham de novidade pra trazer, depois do excelente End of Grey, álbum de estréia da banda, mas acabei sendo supreendido com uma voz que não soou nem um pouco estranha. O detalhe é que quem assumiu os vocais foi TJ Harris, ex-vocalista do Fighting Instinct, outra banda que curto muito.

A chegada de TJ trouxe um som bem similar ao do próprio Fighting Instinct para o Decyfer Down. Com uma pegada um pouco menos pesada e o som bem próximo do que faz o DecembeRadio, Crash detona do começo ao fim. A primeira canção, que dá título ao álbum, é que dá as boas-vindas a quem escuta esse novo álbum, mostrando de cara o que há de novidade no som da banda. Com muitos riffs e guitarras bem marcantes, diferente do álbum anteior que tinha muito baixo, o CD alterna entre músicas agitadas e algumas baladas que ficam excelentes na voz de TJ, como “Best I Can” e “Forever With You”. Essas canções mais leves lembram ainda mais o som do Fighting Instinct.

Senti muita falta da voz marcante de Caleb Oliver, o antigo vocalista, que além de tudo mandava super bem nos baixos. Engraçado que no EP lançado a poucos meses que leva o mesmo título desse álbum, Caleb ainda estava por lá. Estou curioso em saber o que motivou a mudança repentina na banda. Mesmo com as mudanças, Crash é um bom álbum que mostra a nova cara do Decyfer Down, uma das melhoras bandas de rock do cenário cristão, sem dúvida.

Nota: 8/10

Everyday Sunday – Best Night of Our Lives (2009)
Best Night of Our Lives deve aparecer nas lojas somente em junho desse ano, mas fui agraciado com uma cópia do álbum e ouvi até cansar. O som do Everyday Sunday fica entre o que se chama por aí de power pop e o punk rock, com pitadas de modern rock. Mas o que realmente marca o trabalho dos caras são as letras com mensagens profundas.

Pra quem curte o gênero, similar ao do Relient K, Hawk Nelson e Stellar Kart, o Everyday Sunday aparece com uma pegada um pouco mais agressiva. Best Night of Our Lives é um álbum que mostra o quanto os caras evoluíram de Stand Up (de 2002) pra cá. O primeiro álbum, que tinha uma sacada meio grunge, era bem diferente do som que se ouve hoje.

Destaque para a música que dá nome ao álbum, “Best Night of Our Lives”, que fala sobre amizades duradouras, “Brathing for Me”, sobre entrega e as baladas “Where I Ended” e “Here With Me”, gravada em versão desplugada (acústica).

Nota: 8/10

Jars of Clay – The Long Fall Back To Earth (2009)
O Jars of Clay é, sem dúvida uma das bandas mais consagradas no meio cristão. Mesmo que seus integrantes não considerem a banda uma banda cristã, por questões mercadológicas evidentes. O grupo faz sucesso também no meio não-cristão e arrasta sempre uma boa leva de fãs para os shows. Reconhecidos, assim como o Third Day ou Michael W. Smith, os lançamentos da banda são sempre esperadíssimos. No entanto, os últimos álbuns dos caras deixaram um pouco a desejar. Good Monsters, lançado em 2006, por exemplo, não agradou muito aos fãs mais antigos pois era “diferente” demais.

Mas The Long Fall Back To Earth veio pra recolocar o Jars no seu devido lugar. Um álbum excelente, bem produzido e trabalhado que mostra a cara desses grupo formado na época de colégio em Greenville, Illinois. O álbum é vibrante, mistura estilos, o que é marca da banda, e consegue agradar logo na primeira vez que é escutado.

Com um pouco de folk, muitos sintetizadores eletrônicos, o vocal marcante de Dan Haseltine e suas letras igualmente inconfundíveis, umas pegadas de modern e britsh rock, o Jars of Clay mostra um trabalho que lembra bem mais a boa fase da banda no começo dos anos 2000. The Long Fall Back To Earth é uma boa pedida pra quem é fã da banda e pra quem quer conhecer o som dos caras.

Nota: 8/10

newsboys – In The Hands of God (2009)
Acho que os leitores do blog devem estar cansados de tanto que falo de newsboys por aqui. A verdade é que sou um órfão do bom som das décadas passadas. Primeiro dc Talk, depois Petra e Audio Adrenaline. Esse ano o Delirious?, todas deixaram a atividade e largaram umas lacunas na música cristã. O newsboys é uma das pouquíssimas bandas das antigas ainda em atividade e a única que continua lançando coisas boas uma atrás da outra.

O review completo desse álbum tem mais detalhes, mas adianto que tão cedo o newsboys não sai da minha playlist. Confira. Review: newsboys – In The Hands of God.

Nota: 9/10

Revive – Chorus of the Saints (2009)
Revive
é mais uma banda nova que lançou nesse ano seu álbum de estréia. O som lembra um pouco a linha do moderno rock alternativo de bandas como Leeland e Needtobreathe, com pegadas de british rock, raízes de folk e country e muitos riffs de guitarra. Em suma, um som gostoso e empolgante.

A música tema, que dá o título ao álbum, é a cara da banda, com melodia contagiosa e letra forte. A introdução é bem ao estilo do Sanctus Real, mas a pegada lembra um pouco o som do Building 429. “Chorus of the Saints” tem uma mensagem legal e o refrão diz que “este é o cântico dos santos, cantando: Aleluia, nosso DEUS é fiel”.

Gostei muito de “The Truth Is” e “Stay”, duas canções bem pra cima e que mantém a qualidade e o som do álbum em alta. Destaque também pra “You Know”, com participação mais do que especial de Mac Powell, vocalista do Third Day. Com essa música dá pra sacar que os caras tem bons contatos e que o som deles não é qualquer coisa.

Chorus of the Saints é um excelente álbum que traz à tona o bom som do Revive, com produção de qualidade, tocado por uma banda que deve trilhar os mesmos caminhos de bandas que tem feito esse tipo de som, com muito rock, riffs marcantes, mas muita maturidade nas letras e na produção. Essas bandas da nova geração da linha de rock alternativo têm mandado muito bem. Revive é uma delas, sem dúvida.

Nota: 8/10

Anúncios

2 opiniões sobre “My Playlist: recomendações do mês de abril de 2009”

    1. Revive é muito bom, pode ter certeza!! Quanto ao CD do Newsboys, acho que vi ele no site do Breake… Quase certeza!! ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s