40th Dove Awards

Não sou, é verdade, o mais empolgado dos fãs quando se trata de premiações. Principalmente quando elas são conduzidas e organizadas por organizações e associações, ao invés de contar com o voto direto de quem escuta e compra os álbuns. Por isso procrastinei tanto em falar da super bem conceituada premiação da GMA. Pra quem não sabe, a Gospel Music Association (de onde vem GMA) é a entidade que zela pela música cristã nos EUA. Com relação ao nome que leva o tão controverso “gospel”, prefiro comentar em outra oportunidade, mas vale lembrar que a organização é bem antiga e o “gospel” aí se refere bem mais ao estilo do que à denominação generalizada que surgiu depois.

Pra conferir a lista completa dos indicados, acesse o site oficial da premiação, http://www.doveawards.com/doveawards/nominees.php. Lá você confere todos os detalhes e todas as categorias relacionadas na premiação. Aqui, no [estereo]tipo, vou me dar o direito de comentar somente as categorias em que acho que entendo alguma coisa. Então, segue aí:

40th Dove Awards – Indicados

Canção do ano

Amazing Grace (My Chains Are Gone)”; Chris Tomlin, Louie Giglio, Traditional; sixsteps music (ASCAP), worshiptogether.com Songs (ASCAP)
Cinderella”; Steven Curtis Chapman; Sparrow Songs (BMI)
Empty Me”; Chris Sligh, Clint Lagerberg, Tony Wood; Foolish Tool Music (ASCAP), Word Music LLC (ASCAP), Kindacrazy Music (BMI), Row J Seat 9 Songs (ASCAP), New Spring Publishing (ASCAP), Bridge Building Music (BMI)
Give Me Your Eyes”; Brandon Heath, Jason Ingram; Sitka 6 Music (ASCAP), Peertunes Ltd. (SESAC), Grange Hill Music (SESAC), Windsor Way (SESAC)
I Will Not Be Moved”; Natalie Grant; Nat in the Hat (ASCAP)
I’m Letting Go”; Francesca Battistelli, Tony Wood, Ian Eskelin; Designer Music (SESAC), Word Music LLC (ASCAP), Honest & Popular Songs (SESAC), Row J Seat 9 Songs (ASCAP), New Spring Publishing Inc. (ASCAP)
Mighty to Save”; Ben Fielding, Reuben Morgan; Hillsong Publishing (ASCAP)
Never Going Back to OK”; Matt Fuqua, Josh Havens, Brad Wigg, Dan Muckala; Smells Like Music (ASCAP), Screaming Mimes Music (ASCAP)
Reason Enough”; Ernie Haase, Wayne Haun, Joel Lindsey; Bridge Building Music (BMI), Psalmsinger Music (BMI), Ernie Sig Sound Music (BMI), Hefton Hill Music (BMI)
You Reign”; Bart Millard, Barry Graul, Steven Curtis Chapman; Simpleville Music (ASCAP), Wet As A Fish Music (ASCAP), Sparrow Songs (BMI)

Esse ano o pessoal por lá tem falado muito em Brandon Heath e Francesca Battistelli, mas Chris Tomlin é o favorito. Muito porque Amazing Grace (My Chains Are Gone) foi a mais comentada canção do ano. Acho difícil a premiação ser diferente. Apesar de que Mighty To Save também resolveu aparecer em alguns CDs como o do Michael e mais recentemente, no novo álbum do Seventh Day Slumber. Só que, além de ser uma canção mais antiga, ela não estorou tanto por lá quanto por aqui. Eu ainda apostaria em Never Going Back To OK, que foi muito comentada, mas ela não deve levar o prêmio nessa categoria.

Cantor do ano

Jeremy Camp
Jon Foreman
Ernie Haase
Brandon Heath
David Phelps
Marvin Sapp
Chris Tomlin

Esse ano foi o ano do Jon. O vocalista do Switchfoot apareceu várias vezes com seus 4 EPs depois compilados em álbuns. Brendon Heath também tem sido muito comentado e Chris Tomlin corre por fora, mas acho difícil Foreman não levar esse prêmio pelo que apresentou em 2008.

Cantora do ano

Francesca Battistelli
Brooke Fraser
Karen Peck Gooch
Natalie Grant
Mandisa
Sandi Patty
Laura Story

Sem dúvida nenhuma Natalie Grant é a queridinha da categoria. Mandisa, que confesso nunca ter escutado até procurar saber mais sobre ela, pode surpreender e levar o prêmio, mas quem é realmente a favorita é Francesca Battistelli.

Grupo do ano

Casting Crowns
David Crowder*Band
Ernie Haase & Signature Sound
Mary Mary
MercyMe
Skillet
Third Day

Vale lembrar que essa categoria é diferente da categoria abaixo pelo simples fato de que só concorrem bandas e não artistas solo, diferente da categoria “Artistas do ano”. Pelo que apresentaram durante o ano, Casting Crowns e Third Day são favoritos. Não sei porque mas acho difícil uma banda de rock mais pesado levar o prêmio, mas seria justo para o Skillet pelo momento do grupo e pelo ótimo trabalho Comatose Comes Alive.

Artista do ano

Casting Crowns
Steven Curtis Chapman
Fireflight
Marvin Sapp
Third Day
tobyMac
Chris Tomlin

Agora sim, a categoria chefe da premiação. O “Artista do ano” é o grande vencedor do Dove e, como não deve ser diferente, um artista mais tradicional deve levar o prêmio. De novo aposto em Casting Crowns ou Third Day. tobyMac corre por fora com Chris Tomlin.

Artista revelação do ano

Addison Road
Francesca Battistelli
Fee
Jonathan Nelson
Remedy Drive
Chris Sligh
Tenth Avenue North

Se eu fosse escolher, das opções acima creio que Addison Road e Tenth Avenue North foram os grupos que apareceram e surpreenderam esse ano de 2008. Mas acho que pelo tanto que se tem falado nela, Francesca Battistelli é a favorita.

Melhor gravação de rock

Better Man”; Satisfied; DecembeRadio; Josh Reedy, Brian Bunn, Eric Miker, Boone Daughdrill, Scotty Wilbanks; Slanted Records
For The Love Of The Game”; For The Love Of The Game; Pillar; Rob Beckley, Lester Estelle, Noah Henson, Michael Wittig; Essential Records
Lost”; End Of Silence; Red; Jasen Rauch, Rob Graves, Chad Cates; Essential Records
Shine Like The Stars”; Expect The Impossible; Stellar Kart; Adam Agee, Ian Eskelin; Word Records
The Hunger”; Unbreakable; Fireflight; Dawn Richardson, Justin Cox, Glenn Drennen, Wendy Drennen, Phee Shorb, Ben Glover; Flicker Records

Cá entre nós, essa categoria é bem mal distribuída, já que bandas de rock alternativo, hard rock, soft rock e punk rock concorrem como iguais. A idéia era juntar aqui as canções de rock não muito tradicionais. Minha única oposição, nesse caso, foi quanto à escolha de The Unger, do Fireflight, de um CD que tinha músicas bem melhores. Não só por isso, mas por outros fatores, creio que For The Love of The Game merece o prêmio. Talvez não seja de fato a melhor canção de rock do ano, mas da lista apresentada, é a melhor.

Melhor gravação de rock contemporâneo

“Find You Waiting”; Satisfied; DecembeRadio; Josh Reedy, Brian Bunn, Eric Miker, Boone Daughdrill, Scotty Wilbanks; Slanted Records
Keys To The Kingdom”; Ordinary Dreamers; Group 1 Crew; Manwell Reyes, Blanca Reyes, Pablo Villatoro, Andy Anderson, Noe A. Chaparro; Fervent Records
Never Going Back To OK”; Never Going Back To OK; The Afters; Matt Fuqua, Josh Havens, Brad Wigg, Dan Muckala; INO Records
Unbreakable”; Unbreakable; Fireflight; Dawn Richardson, Justin Cox, Glenn Drennen, Wendy Drennen, Phee Shorb, Rob Hawkins; Flicker Records
Washed By The Water”; The Heat; NEEDTOBREATHE; Bear Rinehart, Bo Rinehart; Atlantic Records

Legal uma banda concorrer em duas categorias completamente distintas, não? Não entendi a inclusão do DecembeRadio entre as canções de rock mais pesadas e nessa, de um rock mais moderno e conteporâneo. na verdade, o lugar certo é esse aqui, mas a competição é dura. Unbreakeble, Never Going Back To OK são favoritas, sem dúvida, mas nada mais me surpreende.

Melhor gravação de pop contemporâneo

Cinderella”; This Moment – Cinderella Edition; Steven Curtis Chapman; Steven Curtis Chapman; Sparrow Records
Give Me Your Eyes”; What If We; Brandon Heath; Brandon Heath, Jason Ingram; Reunion Records
I Will Not Be Moved”; Relentless; Natalie Grant; Natalie Grant; Curb Records
I’m Letting Go”; My Paper Heart; Francesca Battistelli; Francesca Battistelli, Ian Eskelin, Tony Wood; Fervent Records
This Is Home”; Chronicles Of Narnia:Prince Caspian ; Switchfoot; Jonathan Foreman, Andy Dodd, Adam Watts; Walt Disney Records

Em mais uma estranha categoria, os favoritos são os novatos. O prêmio deve ficar com Give Me Your Eyes ou I’m Letting Go. Apesar de que pode haver uma surpresa na escolha e This Is Home levar o prêmio.

Melhor gravação inspiracional

A New Hallelujah”; A New Hallelujah; Michael W. Smith; Michael W. Smith, Debbie Smith, Paul Baloche; Reunion Records
For The Glory Of You”; Windows And Walls; Mark Harris; Mark Harris, John Lemonis, Tony Wood; INO Records
Bless The Lord”; Great God Who Saves; Laura Story; Laura Story; INO Records
Come Thou Fount”; Roots Run Deep; Jadon Lavik; Public Domain; BEC Recordings
Dependence”; Jamie Slocum; Jamie Slocum; Curb Records

Eu nunca entendi de fato esse nome “inspiracional”, mas vamos lá. A única das canções listadas que eu me lembro de ter escutado é A New Hallelujah, do Michael. Se fosse por mim, ela levava pela qualidade de tudo o que sempre é apresentado pelo cara. Mas vai saber…

Melhor música de adoração

A New Hallelujah”; Michael W. Smith, Debbie Smith, Paul Baloche; Word Music LLC, Smittyfly Music, This Is Your Time Music, Integrity’s Hosanna! Music, Leadworship Songs
Breathe On Me”; Natalie Grant; Nat In The Hat Music
Jesus Messiah”; Chris Tomlin, Daniel Carson, Jesse Reeves, Ed Cash; worshiptogether.com Songs, Alletrop Music, sixsteps Music
Mighty To Save”; Ben Fielding, Reuben Morgan; Hillsong Publishing
You’re Not Alone”; Meredith Andrews; Word Music LLC

Nessa categoria, são escolhidas músicas independente de terem sido gravadas, ou por quem elas foram gravadas. Detre as que eu conheço, creio que Jesus Messiah é a mais forte concorrente, mas nessa categoria Mighty To Save tem mais chances, já que ela enfim começou a ser conhecida por lá.

Melhor álbum de rock

Comatose Comes Alive; Skillet; Carl Diebold, Paul Kerby, Zachary Kelm; Ardent Records, INO Records
For The Love Of The Game; Pillar; Travis Wyrick; Essential Records
Satisfied; DecembeRadio; Scotty Wilbanks; Slanted Records
Southern Hospitality; Disciple; Travis Wyrick; INO Records
To Know That You’re Alive; Kutless; Peter Kipley; BEC

Como não gostei muito de To Know That You’re Alive e nem de Southern Hospitality, creio que Pillar e Skillet são favoritos. Aposto em Comatose Comes Alive por ser um álbum ao vivo que fez bastante sucesso.

Melhor álbum de rock contemporâneo

Daylight Is Coming; Remedy Drive; Ian Eskelin; Word Records
Expect The Impossible; Stellar Kart; Ian Eskelin; Word Records
Hello; After Edmund; Scotty Wilbanks; Slanted Records
Never Going Back To OK; The Afters; Dan Muckala; INO Records
Unbreakable; Fireflight; Rob Hawkins; Flicker Records

Sem dúvida alguma, Unbreakable é o melhor álbum da lista. Todos os 5 são excelentes álbuns, mas o sucesso do Fireflight ano passado é inquestionável. Never Going Back To OK seria minha segunda opção. Detalhe: pra quem não conhece After Edmund, essa é uma banda que eu realmente recomendo. O CD Hello é ótimo e uma boa estréia para os caras.

Melhor álbum pop contemporâneo

Bebo Norman; Bebo Norman; Bebo Norman, Jason Ingram, Rusty Varenkamp; BEC
Fall And Winter; Jon Foreman; Jon Foreman; Credential Recordings, lowercase people records
My Paper Heart; Francesca Battistelli; Ian Eskelin; Fervent Records
Relentless; Natalie Grant; Bernie Herms, Shaun Shankel; Curb Records
Revelation; Third Day; Howard Benson; Essential Records

Como eu já havia dito, por tudo o que o Jon apresentou esse ano, ele sem dúvida é um grande favorito. Mas esse é um ano em que as caras novas estão com a conta em alta. My Paper Heart pode acabar levando o prêmio. Mais uma vez protesto com a indicação do Third Day na categoria errada.

Melhor álbum em língua espanhola

Abriras Las Puertas; Malin; Miguel Angel “Malin” Villagran; Integrity Music Latin
Alabanza Y Adoracion: Del Corazon; Lucia Parker; Tom Brooks, Dario Navac; 3:16 Media
Mi Salvacion; Ingrid Rosario; Christian Cartone; Rejoice Music
Refrescate!; Aline Barros; Juan Salinas; Integrity Music Latin
Rescatame; Seventh Day Slumber; Alejandro Allen, Susana Allen; BEC
Sobrenatural; Marcos Witt; Marcos Witt; CanZion
Tengo sed de Ti; Soraya Moraes; Marco Moraes; Line Records

E olha só o que temos aqui… Duas indicações brasileiras, numa categoria de álbuns em espanhol. Estranho, não? Pois é! A verdade é que realmente os álbuns de Soraya Moraes e Aline Barros foram muito bem conceituados. A vantagem esse ano é que não tem nada do Jésus Adrián Romero concorrendo, ou não tinha pra ninguém. Então a disputa deve ficar mesmo entre as brasileiras e o sempre forte Marcos Witt. Detalhe pro nome do álbum Sobrenatural, que é o mesmo do álbum do André Valadão. Será coincidência? Eu sempre acho que não. Um outro detalhe a se ressaltar aqui é a indicação do Seventh Day Slumber, com seu álbum Rescatame. O álbum, que é uma compilação das melhoras canções do grupo regravadas em espanhol fez sucesso, mas não chegou a ser nada extraordinário.

Melhor álbum de natal

Christmas Gaither Vocal Band Style; Gaither Vocal Band; Russell Mauldin; Gaither Music Group
Christmas Songs; Fernando Ortega; John Andrew Schreiner, Fernando Ortega; Curb Records
Home for Christmas; BarlowGirl; Otto Price; Fervent Records, Curb Records
O Holy Night; Sara Groves; Ben Shive; INO Records
Peace on Earth; Casting Crowns; Mark Hall, Mark A. Miller; Beach Street

Home for Christmas e Peace on Earth são favoritos, mas o álbum do Casting Crowns deve ser o vencedor, por manter um pouco mais a coisa do “gospel”, que os americanos tanto zelam. Posso me surpreender.

Melhor álbum de louvor e adoração

A New Hallelujah; Michael W. Smith; Michael W. Smith; Reunion Records
Great God Who Saves; Laura Story; Ed Cash; INO Records
Hello Love; Chris Tomlin; Ed Cash; Sparrow Records; sixsteps Records
Opposite Way; Leeland; Matt Bronleewe; Essential Records
The Invitation; Meredith Andrews; Jason Ingram, Rusty Varenkamp; Word Records

Como é de costume, eu me surpreendo com as indicações desse povo. Colocar Opposite Way nessa categoria foi a pior coisa que eles fizeram nessa quadragésima edição. Sem dúvida o álbum é excelente, mas tá no lugar errado. Aqui, quem deve levar é o Chirs Tomlin, com Hello Love, um ótimo álbum, pra mim o melhor do Chris até então. A New Hallelujah também é forte candidato.

Melhor encarte/capa de CD

Hawk Nelson…Is My Friend (Hawk Nelson); Invisible Creature; Don Clark; Don Clark; Jeremy Cowart, Neil Visel; BEC Recordings
Remedy Club Tour Edition (David Crowder*Band); Shelley Giglio, David Crowder; Gary Dorsey; Brody Harper; Sparrow Records, sixsteps records
Revelation (Third Day); Tim Parker, Beka Blackburn; Tim Parker; David Mcalister, RW Sims; Essential Records
Storm the Gates of Hell Deluxe Edition (Demon Hunter); Invisible Creature; Ryan Clark; Shane McCauley, David Stuart, Greg Lutze, Ethan Luck; Solid State Records
The Tide Will Swallow Us Whole (Trenches); Invisible Creature; Ryan Clark; Solid State Records

Só coloquei essa categoria de curiosidade. Eu não cheguei a ver nenhum dos encartes, é verdade, mas bem que o Depois da Guerra, do Oficina, poderia levar esse prêmio fácil. hehehe.

Melhor longa musical (DVD de show mesmo)

Alive and Transported; tobyMac; Eric Welch; Tameron Hedge, Dan Pitts; Broken Poet Productions; Forefront Records
Comatose Comes Alive; Skillet; Carl Diebold; Carl Diebold, Paul Kerby, Zachary Kelm; Atlantic, Lava , Ardent, INO Records
Country Bluegrass Homecoming Volume One; Bill & Gloria Gaither; Doug Stuckey; Bill Gaither; Gaither Television Productions; Gaither Music Group
O Holy Night; David Phelps; David Phelps, Jimmy Abegg; David Phelps, Jim Chaffee, Jimmy Abegg, Ben Pearson; MG&A; Word Records
The Altar and the Door Live; Casting Crowns; Cary Goin; John Erwin, Andy Erwin; Erwin Brothers Motion Pictures; Beach Street

Tanto Alive and Transported quanto Comatose Comes Alive tiveram produções impecáveis e uma aceitação bem legal do público nos EUA. Mas não dá pra deixar de fora o Country Bluegrass Homecoming Volume One, um show tradicionalmente americano que deve ser o favorito, pra eles.

Bom, estão aí minhas opiniões sobre o que acho que deve acontecer nessa premiação. Tá certo que não concordo com a maior parte das indicações e nem com as divisões do prêmio. Mas se é assim que ele funciona, fazer o que, né? Vamos esperar sair o resultado pra ver o que vai ser. Depois comento aqui. Abraços.

3 opiniões sobre “40th Dove Awards”

  1. Poxa, se o Skillet ganhasse o prêmio lá pelo Comatose Alive, eu ficaria happy a lot ^^
    Pow, fiquei curiosa porque a Francesca Battistelli é a favoritona por lá Oo
    Tô catando um álbum dela por aqui ;)
    /me imaginando ao ler o post do blog, o Andy vestido à lá pinguim fazendo os comentários do ‘Oscar’ da música, hauheuae! =p
    Aqui, quando sair a premiação vc vai postar o resultado, né?

    =*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s